quarta-feira, 13 de maio de 2009

A Ponte

Existia uma ponte que atravessava um rio muito grande, durante maisor parte do dia a ponte ficava paralela com a borda do rio deixando os navios passarem.Em horas específicas, o trem passaria, então a ponte conectava os dois lados, deixando o trem passar.
Tinha um homem q ficava dentro de uma sala de controle nim dos lados do rio onde ele operava os controles da ponte, mudando e conectando a ponte quando o trem passava.
Uma noite o homem estava esperando o últimos trem do dia, ele olhou na distância e viu as luzes do trem.Ele foi até os controles e começou a mudar a ponte na posição certa.Ele mudou a alavanca para conectar a ponte.A seu horror ele viu que o controle de conectar não estava funcionando.Se a ponte não estivesse conectada balançaria qdo o trem passasse, fazendo com que o trem pulasse dos trilhos e caisse no rio, matando os passageiros.
O homem deixou a sala de controle a atravessou a ponte onde ficava uma alavanca que ele podia operar manualmente.Ele precisava segurar firmemente quando o trem passasse.Ele podia ouvir o trem chegando, então ele segurou a alavanca e inclinou-se para trás aplicando seu peso na alavanca, conectando a ponte na posição.Muitas vidas estavam dependendo da força deste homem.De repente ele ouviu uma voz na direção da sala de controle que deixou ele com medo, PAPAI onde está você? Seu filho de quatro anos estava atravessando a ponte procurando-o.Seu primeiro impulso foi gritar para seu filho" CORRA FILHO,CORRA FILHO!" mas, o trem estava muito perto e as pequenas pernas da criança nunca atravessaria a ponte a tempo.O homem quase deixou a alavanca para correr a seu filho.Mas ele percebeu que não teria tempo de voltar à alavanca. As pessoas do trem ou seu filho tinha que morrer.Ele fez sua decisão.O trem passou sem perigo e foi embora, nenhum passageiro percebeu o quebrado corpinho jogado no rio embaixo ou o homem chorando ainda segurando a alavanca muito tempo depois que o trem havia passado.Eles nem viram este homem homem andando para casa mais devagar do que nunca, para falar a sua esposa que ele sacrificou seu filho.
Agora se você puder compreender as emoções que passarm no coração deste homem, você vai entender os sentimentos de nosso Pai Celestial, qdo Ele sacrificou Seu Filho, como na ponte entre nós e a vida eterna.Podemos assombrar-nos, porque Ele fez a terra tremere os Céus escurecerem qdo Seu filho morreu.
Como Ele se sente qdo passamos nesta vida sem pensar naquilo que Jesus Cristo fez por nós?
Quando foi a última vez que agradeci a Nosso Pai Celestial pelo sacrifício de Seu filho?

1 comentários:

Palma da Mão disse...

Não terá sido fácil...arrepiante...
Beijinhos
Liliana